Retirou o caráter obrigatório do Ensino Religioso

Compartilhe
Após a criação do projeto da Prefeitura que instituía o Ensino Religioso nas Escolas, e diante de sua inevitável aprovação, Messina conseguiu fazer emendas para evitar impactos negativos sobre a educação das crianças, a saber: (a) O ensino será facultativo, ou seja, o pai matricula se quiser; (b) O ensino é plural, ou seja, o pai matricula na religião que quiser; (c) só será implantado em escolas de período integral, ou seja, não prejudicará o tempo destinado às matérias básicas como Português, Matemática, História, Geografia e Ciências.

Gabinete do Vereador Paulo Messina - Câmara Municipal do Rio de Janeiro, Praça Floriano S/N, Sala 502, Cinelândia
Telefone (21) 3814-2094
Assessoria de Imprensa - Telefone / Whatsapp (21) 98032-8787
Whatsapp da Educação (21) 97693-8156